Mensagem

Faça seu comentário no link abaixo da matéria publicada.

quarta-feira, 31 de julho de 2013

A Mudança da Qualidade de Vida no Brasil


O resultado do último IDHM mostra de forma clara mudanças significativas na vida do povo brasileiro, principalmente nos últimos 10 anos, período que está sendo sendo governado pelo Partido dos Trabalhadores.

Em outra pesquisa da Fundação Perseu Abramo, chega-se à conclusão que o IDHM  dos municípios governado pelo partido, tiveram aumento na qualidade de vida das pessoas. A forma de governar e o compromisso com o processo de inclusão da população menos favorecida, fez na prática com que houvesse uma mudança de perspectiva das famílias e novas oportunidades.

É esse processo de inclusão e desenvolvimento que incomoda tanto a direita raivosa e o PIG.

O Brasil é outro nos últimos 10 anos.
As pessoas pobres estudam, compram suas casas e trabalham com carteira assinada.




Grupo Gestor de Integração e Planejamento

Uma Nova Forma de Governar




Ferramenta de Gestão criada na Secretaria de Planejamento Estratégico e Desenvolvimento Sustentável em Artur Nogueira em março de 2009, no Governo do Prefeito Marcelo Capelini e apresentada na Secretaria Geral da Presidência da República em novembro de 2011.
Resultado em 40 meses de trabalho:
    • 51 Eventos Realizados
    • 20 Eventos com participação
    •  13 Núcleos de Trabalho criados
    • 105 Funcionários envolvidos
    • 10 Projetos Realizados
    • 10 Cursos de Capacitação, sendo 3 de Extensão Universitária
    •  Várias palestras
    •  Mais de 100 Ações de Governo realizadas
    • Ferramentas Acadêmicas criadas a partir da experiência:
      • Curso de Pós-Graduação em Gestão Pública e Social, com uma turma formada.
      • 15 Cursos de Extensão Universitária.
      • Laboratório de Gestão Pública e Social com 4 Grupos de Pesquisa.

terça-feira, 30 de julho de 2013

O Papel da Fundação Perseu Abramo no Processo de Capacitação

           
             A Fundação Perseu Abramo, instituída pelo Partido dos Trabalhadores por decisão do seu Diretório Nacional no dia 5 de maio de 1996, como uma instituição de direito privado, mas com autonomia jurídica e administrativa, com sede em São Paulo, mas de âmbito nacional, "tendo como fins a pesquisa, a elaboração doutrinária e a contribuição para a educação política dos filiados do Partido dos Trabalhadores e do povo trabalhador brasileiro".
            A partir desta gestão, sob a presidência do Prof. Dr. Marcio Pochmann, a Fundação, que já contava com a Escola Nacional de Formação, que tem como objetivo principal a formação de seus dirigentes, políticos eleitos e sua militância, conta com uma nova área de atuação que é a capacitação em Gestão e Políticas Públicas.
            Trata-se de um Programa de Capacitação Continuada, a se iniciar por um Ciclo de Nacional de Cursos Básicos, com duração de 20 a 40 horas, voltados principalmente aos gestores e técnicos, dos mais de 600 municípios onde o partido governa e dos quase 600 que o partido é vice.
            A segunda fase do projeto visa à implantação do Laboratório de Gestão Pública e Social, que terá como função principal desenvolver atividades de pesquisas, analisar e apoiar políticas públicas de caráter democrático que venham a contribuir para o processo de inclusão da população carente, assim como na melhoria da qualidade dos gestores e da gestão pública e promover estudos que possam contribuir na busca de soluções para os diversos problemas contidos no âmbito da gestão pública. Fundação Perseu Abramo.
            A terceira fase, sem a necessidade de uma ordem hierárquica, visa à criação de um Curso de Especialização, em parceria com algumas entidades educacionais, com o principal objetivo de oferecer aos gestores, técnicos, legisladores e a militância do partido uma oportunidade de se especializar em Gestão Pública e Social.
             Com todas as ferramentas implantadas, é de se acreditar que a Fundação Perseu Abramo dará um passo importante, não só no sentido de melhorar a capacidade de compreensão e aprendizado técnico dos gestores onde o Partido governa e legisla, mas principalmente para contribuir com a melhoria da qualidade da gestão pública, maior agilidade da máquina pública e serviços de qualidade para toda a população.
            Além disso, a capacitação em Gestão Pública e Social visa também o aprimoramento das marcas de governo que o Partido propõe a seus governantes: Governo trabalha: Governo Ético, Integrado, Transparente e Participativo.


Antonio Lopes Cordeiro

Junho de 2013

segunda-feira, 29 de julho de 2013

O Curso Plano de Governo e Ações para Governar da Fundação Perseu Abramo chega a 100 cidades presentes


O curso “Plano de Governo e Ações para Governar”, oferecido aos gestores, técnicos e servidores públicos municipais, já conseguiu juntar gestores, profissionais e militantes de 100 cidades governadas pelo Partido dos Trabalhadores, onde o partido é vice ou faz parte da gestão.
            O curso faz parte do Programa de Capacitação Continuada em Gestão e Políticas Públicas, através do Ciclo de Capacitação Básica, que consiste em cursos rápidos como o que está sendo trabalhado. Além do Ciclo de Capacitação, o Programa prevê ainda a criação de um Laboratório para pesquisas e desenvolvimento de ferramentas de gestão e um Curso de Especialização para os filiados.
            Até o momento foram realizados 12 cursos com 447 participantes que terminaram o curso, além de mais de 40 pessoas que passaram pelo curso. Os cursos foram organizados pela Fundação, pelas Executivas Estaduais, Macros e Regionais nas seguintes cidades polos: Cuiabá/MT, Manaus/AM; Teixeira de Freitas, Ibicaraí e Anagé na Bahia; Charqueada, Ribeirão Preto, Limeira, Ubatuba e Itararé em São Paulo e Ronda Alta e Santo Cristo no Rio Grande do Sul.
            Nas mais de 400 avaliações por escrito, os participantes, entre eles prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, além de gestores de diversas áreas de governo, avaliam o curso como bom e ótimo, elogiam o conteúdo e entendem que o mesmo ajuda o gestor a enxergar o universo da gestão, os desafios da integração de governo, da participação popular e do ato de governar, além de opinarem sobre novos cursos. Além disso, o curso oferece também um chek-list de diversas leis, programas e planos de ação a serem implantados nas prefeituras, assim como faz uma discussão da necessidade da ampliação da gestão financeira participativa, a se iniciar pelo PPA.
            O curso é ministrado pelo pesquisador em Gestão Pública e Social, Antonio Lopes Cordeiro, que entre outras ferramentas de gestão desenvolveu o Grupo Gestor de Integração e Planejamento na Prefeitura de Artur Nogueira/SP, no governo do Prefeito Marcelo Capelini, considerado pelo prefeito e por vários gestores que participaram do projeto, uma nova forma de governar e que é apresentado na íntegra durante o curso.
            Segundo Cordeiro, o objetivo macro é que os gestores disponham de formação política, que já é realizada pela Escola Nacional de Formação há tempo e agora com formação técnica em gestão, através do Programa de Capacitação Continuada, onde ambas as áreas completam o significado do Modo Petista de Governar, legislar e se relacionar com a sociedade.

Com essas ações, a Fundação Perseu Abramo considera estar cumprindo seu papel de desenvolvedora de espaços de reflexão, além da criação de um universo de estudos, onde os gestores poderão trocar experiências e propor novas ações.

Toni Cordeiro