Mensagem

Faça seu comentário no link abaixo da matéria publicada.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Um tributo às amizades sinceras

Após o ano inteiro de desabafos e enfrentamentos ao golpe e a muita gente que resolveu se revelar como seguidoras dos piratas do poder apresento-me para uma mensagem de otimismo, nesse mar de incertezas que virou o país, porém com grande capacidade de uma grande reviravolta jamais ocorrida.

A vida é dinâmica e nada é definitivo, apenas transitório. Nem a vida é para sempre, apenas a história de vida e mesmo assim se foi registrada. Um dia quem sabe, os de baixo, que por ironia do destino vivem em cima dos morros, poderão descer ao asfalto e tomar a selva de pedra, que eles mesmos construíram, mas não puderam desfrutar. Esse acaba sendo o princípio da exploração humana moderna. Muitos labutam enquanto apenas uma minoria desfruta dos resultados.

Começo revelando minha imperfeição e minha forma inacabada de ser, onde parte de mim caminha a passos largos para o futuro, enquanto a outra parte rebusca o passado à procura de alguns sinais que me ajude a decifrar minha missão. Por outro lado reafirmo minha lealdade à vida, às pessoas, à causa, à luta contra as injustiças e a toda forma de discriminação, aos meus amores familiares e às amizades sinceras construídas em anos de convivências ou há pouco tempo reveladas, que acaba se transformando numa outra forma de amar.  

Vivemos tempos complexos de difícil entendimento, de defesa de valores e de cooptação de aliados à causa humanística que se alimenta da solidariedade, porém é bom se diga, que todo processo leva a uma forma didática de análise de determinadas situações, assim como o acúmulo de fatos e atos acaba construindo a pedagogia do enfrentamento, uns por convicção e outros por pura distração.

No meio de toda essa complexidade, os tempos e a ciência nos brindaram com as redes sociais, algo tão assustador que nos promove, nos enfrenta, nos assedia, nos engrandece, tudo ao mesmo tempo e principalmente nos aproxima de pessoas que assim como nós compartilham as angústias da vida e suas melhores alegrias e se fazem presentes em nossos sonhos de mudar a vida e a sociedade. Assim ocorre com os quase cinco mil amigos e amigas presentes na minha página do facebook.

A maioria dessas pessoas caminha lado a lado comigo em busca de uma sociedade justa, fraterna e igual para todos e todas e enfrenta com determinação dia e noite os perigos da vida e do poder político, capaz nos dias de hoje de transformar o mal num paraíso com o intuito de atrair milhares de pessoas que se tornaram reféns de suas próprias ignorâncias políticas e viraram presas fáceis dos vampiros do poder.

Não tem nada mais gratificante do que saber que do outro lado das redes sempre há alguém disposto a interagir e até aconselhar se for o caso.

Quero neste início de ano me reportar exclusivamente a vocês amigos e amigas do face, que estivemos juntos em muitos momento. Senti na pele o amor fraterno e o carinho humano por duas vezes recentemente, na internação do meu pai e no avc que minha teve. Descobri que nunca estive só, pois foram centenas de mensagens recebidas de várias partes do país. Isso não tem preço e vale por uma vida.

Como bem dizia Mário Quintana: “A amizade é um amor que nunca morre”. Ou ainda como dizia Platão: “A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro”.

Obrigado pela amizade de vocês e que 2017 nos torne cada vez mais sábios para juntos decifrarmos os códigos do poder e o caminho para a terra prometida.

Antonio Lopes Cordeiro
Estatístico e Pesquisador em Gestão Pública e Social
tonicordeiro1608@gmail.com

2 comentários:

  1. Como sempre um belo texto. Amigo Toni, continue sua luta que é de todas as pessoas que almejam uma sociedade melhor, igualitária. Estamos em um momento crucial no mundo, principalmente nesse Brasil que tanto adoramos. A luta por um mundo melhor é dignificante, que 2.017 seja um ano bem diferente desse que está indo embora e possamos recuperar a democracia que os golpistas vilipendiaram....

    ResponderExcluir
  2. Obrigado caro amigo. Só escrevo o que sinto e agradeço quem se identifica como você. Abraço

    ResponderExcluir